O que é a computação em nuvem?

Computação em nuvem é a entrega de recursos de TI sob demanda por meio da Internet com definição de preço conforme o uso.

Com a nuvem você não precisa comprar itens físicos. Por exemplo, hardware e software para servidores de demanda sazonal.

Você pode contratar uma plataforma provedora de nuvem como a AWS (Amazon Web Services).

A AWS conta com todos os recursos de tecnologia necessárias para rodar seus servidores, possui alta capacidade computacional, armazenamento ilimitado e ainda pode aumentar ou diminuir quando necessário, ou seja, nas épocas em que sua empresa tiver mais demanda de acesso você adiciona servidores virtuais e quando a demanda diminuir basta desligar suas maquinas adicionais.

De acordo com pesquisa da Source Synergy Research Group a AWS domina o Market Share para os serviços de nuvem em praticamente todas as modalidades. Veja abaixo.

computação em nuvem
Fonte: Source Synergy Research Group – Market Share Cloud Provider Competitive Positioning

Quem usa a computação em nuvem?

Podemos dizer que praticamente qualquer tipo ou tamanho de organização pode usar a nuvem. Portanto, se sua empresa precisa de backups, recuperação de desastres, desktops virtuais, e-mail, desenvolvimento de software e testes de alta performance em aplicativos de todos os tipos, análises de big data e Machine learning, entre uma quase infinidade de possibilidades de uso de serviços e recursos. Então você pode usar a computação em núvem.

Exemplos de usos da nuvem

Blogs pessoais ou websites institucionais podem usar a nuvem para hospedar seus sites e conteúdos, governos ao redor do mundo utilizam a computação em nuvem para buscar, encontrar e identificar individuos suspeitos de terrorismo, empresas de aplicativos utilizam para controlar dados de usuários e fazer curadoria de conteúdo para entregar a melhor resposta para a busca do usuário final ou ainda para identificar as dores e os desejos de seus usuários afim de realizar campanhas de marketing mais certeiras, bancos podem utilizar a nuvem fazer contratos inteligentes e seguros com clientes, além de rastrear praticas de fraudes em tempo real.

Benefícios da computação em nuvem

Os benefícios da computação em núvem são vários, abaixo veremos os 4 princípais, que são: Agilidade, Elasticidade, Economia de CustosImplantação global em questão de minutos.

1. Agilidade

Uma das vantagens de usar a nuvem é que ela te permite maior agilidade tanto com testes, quanto com tomada de decisão, imagine que numa crise mundial onde um vírus esta dizimando a populaçao do planeta e as pessoas não podem sair de casa, você precisa testar algumas tecnologias onde robôs de entrega levam alimentos e todas as demais compras até a casa das pessoas, nesta hipótese você utiliza a núvem e seu principal concorrente um datacenter normal.

Imagina o trabalho que da para o seu concorrente comprar hardware, licenças de software, negociar propriedade intelectual, instalar, configurar e testar tudo isso manualmente.

Por outro lado, utilizando a nuvem você poderia rapidamente resolver todo o problema de hardware, software e licenças, isso tudo com apenas alguns cliques, além de poder aumentar todos esses recursos de acordo com a demanda continua.

Com certeza com a nuvem você encontraria a estratégia perfeita e lançaria o produto no mercado antes do seu concorrente, isso lhe daria uma vantagem competitiva absurda por começar antes.

Caso de Uso

Um ótimo exemplo foi o lançamento do WhatsApp, depois dele vieram inúmeros aplicativos, até bem melhores que ele, como é o caso do Telegram por exemplo, entretanto, mesmo sendo melhor, nunca atingiu o sucesso do WhatsApp isso por que ele chegou depois.

E por falar em agilidade, visite nossos textos sobre Scrum e aprenda como fazer o dobro do trabalho na metade do tempo.

2. Elasticidade

Com a computação em nuvem, você não precisa provisionar recursos em excesso para absorver picos de atividades empresariais no futuro. Em vez disso, você provisiona a quantidade de recursos realmente necessária.

Você pode aumentar ou diminuir instantaneamente a escala de seus recursos para ajustar a capacidade de acordo com a evolução das necessidades empresariais.

3. Economia de custo

A nuvem permite que você troque as despesas de capital (datacenters, servidores físicos etc.) por despesas variáveis e pague apenas pela TI consumida.

As despesas variáveis são muito menores do que as que você pagaria por conta própria devido às economias de escala. 

4. Implantação global em questão de minutos

Com a nuvem, você pode implantar sua infraestrutura em todos os continentes em poucos minutos, apenas replicando as suas instancias.

Imagine que você lançou uma plataforma de rede social e em menos de um mês as pessoas estão criando contas em todos os continentes, o que você precisa fazer?

Obviamente você precisa implantar seus servidores em todos os continentes para atender a todos, com a nuvem você faz isso em instantes.

Tipos de computação em nuvem

Os três principais tipos de computação em nuvem são Infraestrutura como Serviço(IaaS), Plataforma como serviço(PaaS) e Software como serviço(SaaS).
 
Cada tipo de computação oferece diferentes níveis de controle, flexibilidade e gerenciamento para você encontrar os recursos certo para as suas necessidades.
 

De acordo com o Quadrante de Gartner de Julho de 2019, a maior empresa de IaaS do mundo é a AWS, veja na imagem abaixo:

Quadrante de Gartner
Fonte: Magic Quadrant for Cloud Infrastructure as a Service, Worldwide (2019) – Site da AWS.
 
1. Infraestrutura como serviço (IaaS)
 

O IaaS, é um modelo de Computação em Nuvem que disponibiliza recursos computacionais como processamento, memória, armazenamento, banco de dados e servidores acessados via Internet ou por uma rede privada.

A modalidade IaaS é a que garante maior controle, pois você pode gerenciar todos os recursos contratados.

2. Plataforma como serviço (PaaS)

PaaS, consiste no serviço propriamente dito de hospedagem e implementação que é usado para prover aplicações por meio da Internet.

Plataforma como serviço é uma das principais formas de contratar a Computação em Nuvem.

Como funciona o PaaS? Quem contrata uma PaaS não gerencia ou controla a infraestrutura por trás do PaaS, como no exemplo da IaaS, no caso da PaaS você tem controle sobre todas as aplicações implementadas e as configurações das mesmas.

3. Software como serviço (SaaS)

O SaaS oferece um produto completo, executado e gerenciado pelo provedor de serviços.

Geralmente quem usa o SaaS é o usuário final, se você não estiver antenado nem percebe que esta usando SaaS.

Um exemplo prático de SaaS são os serviços de e-mail, onde você gerencia suas configurações de perfil, de envio e recebimento de mensagens, etc..

Nesta modalidade você não gerencia nenhum tipo de recurso, consequentemente, somente suas preferências.

Conheça a infraestrutura global AWS e os seus principais serviços.